Entendendo a relação entre DII e as batatas

Tempo de leitura: 2 minutos

Estava pesquisando algumas coisas para tentar elaborar um post informativo e descobri um artigo escrito pela Dra. Nicole Evans, que fala da relação entre as DIIs e o consumo de batatas.

A autora comenta em seu artigo – que pode ser lido, em inglês, aqui – que pesquisadores sugerem que os sintomas das duas principais DIIs (Colite Ulcerativa e Doença de Crohn) podem ser agravados com o consumo de batatas. A culpa, na verdade, é dos componentes glicoalcalóides presentes no vegetal.

Mas o que são esses tais glicoalcalóides? Pesquisei também e encontrei um artigo excelente escrito pelas pesquisadoras Isabela Belchiol do Nascimento, Ana Lucia Rodrigues da Silva e Jaqueline Rabelo de Lima da Universidade Estadual do Ceará (UECE). O artigo pode ser lido aqui.

As autoras esclarecem que os glicoalcalóides são compostos encontrados em diversas variedades de batatas (Solanum tuberosum). Acredita-se que estes compostos podem estar envolvidos no mecanismo de defesa da planta contra a ação de insetos e microrganismos. As concentrações mais elevadas desses compostos encontram-se na casca e nos brotos dos tubérculos.

O que os pesquisadores concluíram foi que os tais glicoalcalóides podem aumentar a permeabilidade intestinal, permeabilizando membranas contendo colesterol. Esses compostos de batata podem, por conseguinte, desempenhar um papel na iniciação da DII, bem como o agravamento da inflamação em pacientes que já possuam a doença.

Uma curiosidade (estatística) é que estudos epidemiológicos confirmaram que os países que possuem um alto consumo de batatas-fritas também são os que possuem as maiores incidências de DIIs.

Os glicoalcalóides contidos nas batatas são aumentados com a idade (da batata), exposição à luz, e dano físico – como a fritura da batata.

Concluindo, algumas dicas para quem tem Doença de Crohn ou Retocolite Ulcerativa:

– Evite estocar batatas onde elas podem ser expostas à luz ou à altas temperaturas;
– Não coma casca da batata;
– Evite fritar as batatas e não consuma produtos que contém batatas fritas;
– Não coma batatas velhas.

Ou… não coma batatas!

Fontes:
Understanding the link between inflammatory bowel disease and potatoes
Toxinas naturalmente presentes em alimentos: Um risco potencial

Avalie!
  • Anna Luiza

    Os artigos são ótimos!! Melhor opção para entender como funciona a doença!

  • Anônimo

    Vi numa matéria (se não me engano no Jornal Hoje) essa semana que tem um tipo de batata que não só não faz mal, como ajuda pacientes de DIIs.

    • É a Yacon, uma batata típica do Peru. Estou providenciando um post sobre ela, já comecei a coletar informações.

  • Tiane

    Olá, adorei essas informações, pois achei que era apenas eu que não tolerava batatas, principalmente fritas, me faz muito mal… otimas informações…