Um ano de Blog!

Tempo de leitura: 1 minuto

1 Ano

Este é um post de agradecimento a todos vocês, leitores do blog.

Quando eu criei o blog, em dezembro de 2010, o fiz para tentar demonstrar ao mundo e aos leigos o que são as doenças inflamatórias intestinais (DII) e, em especial, a doença de Crohn (que eu tenho desde 2009).

No entanto, o ano de 2011 foi bastante conturbado, com muitas indefinições e diagnósticos inconclusivos. Talvez por isso, deixei o blog de lado e não postei nada. Mas no final do ano, finalmente foi diagnosticada a doença de Crohn e tudo mudou. A partir daí, manter o blog começou a fazer mais sentido.

Hoje, 1 ano após o início do blog posso dizer orgulhoso que ultrapassamos as 4.900 visitas (em 11.600 page-views) e a nossa fan page no facebook já passa dos 3.000 likes.

Este post é uma homenagem a todos os portadores de DII que, diariamente, acordam sonhando com a cura e constantemente procuram aumentar a qualidade de vida.

Obrigado a todos os meus leitores pelas palavras de incentivo, pelas dúvidas, pelas perguntas, pelo apoio, enfim… por tudo! =)

Muito obrigado!

 

Avalie!
  • Ethe

    Deixa ver se entendei, você criou o blog em 2010 e foi diagnosticada em 2011 por causa de exames inconclusivos? Aconteceu a mesma coisa comigo, a minha médica em 2009 disse que eu era portadora do Crohn, em 2012 disse que não por causa dos meus exames… Vivo tomando remédio para SII, mas não sinto muitos efeitos… Foi a colono que deu o resultado conclusivo?

    Att;

    Ethe Costa

    • Sim… A doença começou a se manifestar em 2009, mas até o fim de 2011 eu tive diversos diagnósticos. Alguns médicos disseram que eu tinha, outros que eu não tinha.

      Depois de diversos exames, o diagnóstico veio por exclusão. Nenhum exame meu é perfeitamente conclusivo. Fiz a prova terapêutica também (tratei com medicamento para D. de Crohn) e os sintomas melhoraram, assim como os exames laboratoriais.

  • Tailah

    Muito bom esse blog….. Pena que só fui descobrir esses dias!
    Sou portadora de retocolite inespecífica e fui diagnosticada em 2009. A primeira pergunta que o médico fez foi se eu tinha descendência judaica e meu avô é polonês pois por incrível que pareça os Judeus são um dos maiores portadores dessa doença ainda desconhecida. No entanto nenhuma medicação fez efeito até hoje a não ser os corticoides que acabou me deixando debilitada com início de doenças respiratórias. Realizei esta semana exame de glúten e lactose pois a mesalazina contém traços de lactose (assim como outras medicações) e as chances de não surtir efeito sobre minha doença pode ser a alergia a lactose. Ainda aguardando resultados do exame! Mas espero Sucesso para todos nós!