Na Espanha, triplica-se o número de crianças com doença inflamatória intestinal desde 1996.

Tempo de leitura: 1 minuto

crianca_diiO número de crianças que sofrem de alguma doença inflamatória intestinal triplicou na Espanha no últimos 14 anos, segundo os resultados de um estudo da Sociedade Espanhola de Gastroenterologia, Hepatologia e Nutrição Pediátrica, coordenado pelo Hospital Sant Joan de Déu de Barcelona.

Depois de analizarem 2.107 casos diagnosticados em 78 hospitais espanhóis, os responsáveis pelo estudo constataram que houve um aumento de 80 casos anuais em 1996 para 221 em 2009, representando um acréscimo de 280%.

Essas doenças são diagnosticadas em uma idade média de 12 anos e têm uma maior incidência em meninos (56,4% dos casos) do que em meninas.

A Doença de Crohn, a mais comum em crianças, é a que tem experimentado o maior crescimento nos últimos anos: 55% das crianças diagnosticadas com uma doença inflamatória intestinal sofre de Crohn, enquanto 37% sofre de Colite Ulcerativa.

Da mesma forma, a doença de Crohn passou a ter uma incidência de 1,7 casos por 100.000 crianças em 2009, ante 0,53 casos por 100.000 em 1996. Enquanto isso, a colite ulcerativa aumentou de 0,39 (1996) para 0,88 (2009).

Fonte: europapress.es

Gostou?