Por onde andei? Pra onde vou? E agora?

Tempo de leitura: 2 minutos

Faz alguns meses que eu não escrevo no blog, não é mesmo? O que será que aconteceu? Por onde andei?

Bem… como todos sabem, em 2013 passei por uma reviravolta gigantesca em minha vida. Fiz minha primeira cirurgia. Retirei parte do intestino e depois disso fiquei bem.

Mas não acabou aí… 20 dias após eu ter me submetido à cirurgia, comecei em um novo emprego. Cerca de dois meses depois, mudei-me e fui morar sozinho. Seis meses depois, em janeiro de 2014, iniciei o meu tão aguardado mestrado em finanças.

Acho que vocês entenderam que minha vida deu um nó, virou de cabeça para baixo entre 2013 e 2014.

Pois bem… vamos então tentar entender o que vai acontecer daqui pra frente, mas não sem antes olharmos para trás.

Por onde andei?

Quando iniciei o blog, há alguns anos, estava tentando criar um diário, uma forma de mostrar aos outros portadores de doença de Crohn e colite ulcerativa, que é possível viver normalmente e, principalmente, ser feliz com a doença.

O problema é que o tempo foi passando e eu fui percebendo a falta um blog/site em língua portuguesa, que contasse notícias ou explicasse de fato o que é a doença, como funcionam os tratamentos etc. Eu tentei, com um certo sucesso, preencher essa lacuna da internet brasileira. Porém, dessa forma o blog deixou de ser autoral e passou a ser um repositório de notícias e artigos traduzidos, fugindo da minha intenção original.

Pra onde vou?

O blog continuará aqui e será atualizado com mais frequência – assim eu espero que seja, mas terá um toque bem mais autoral. Isso quer dizer que poderão existir posts sobre minha viagens, meus treinos, minha vida pessoal, meus hobbies, enfim. Qualquer coisa que sirva para mostrar aos portadores de doenças inflamatórias intestinais que eu não sou um E.T. e que é perfeitamente possível seguir uma vida normal mesmo sendo doente.

O novo blog terá um novo visual e uma seção “coisas pra fazer antes de morrer” com a minha lista pessoal de coisas, afinal, a doença me mostrou que a vida é curta e só vale a pena ser vivida se for plenamente.

E agora?

Mas não é só isso, claro! Com intuito de preencher a lacuna de notícias em português, artigos traduzidos etc., vou criar um outro site, voltado apenas para portadores, familiares e interessados nas DIIs. Esse site já está a caminho e assim que estiver funcionando (eu espero que até janeiro/2015) eu aviso vocês.

Estamos combinados?

Deixe seu comentário logo abaixo ou me envie um recado na seção contato.

Gostou?
  • Andreia Braga

    Ahhh, que legal! É muito bom poder contar com alguém que já vive com a doença há mais tempo. Sem dúvidas, é de grande importância, ler tuas postagens, pois ainda estou meio perdida. Afinal, meu diagnóstico demorou um tempão e só agora pude tomar um rumo quanto à adequar-me ao estilo de vida de quem enfrenta a doença*! Parabéns pela iniciativa! 🙂

    • Thiago Jose Streck Del Grande

      Obrigado Andreia! Fico feliz em ajudar. 🙂

  • Gigi

    È a primeira vez que entro neste blog, só posso dizer força, pois é disso que precisam os portadores da doença. Parabéns

    • Thiago Jose Streck Del Grande

      Oi Gigi. Obrigado! Acredito que os novos posts conseguirão transmitir aos leitores e portadores esse sentimento de “força” e apoio.

    • Thiago Jose Streck Del Grande

      Obrigado, Gigi! 🙂

  • Raquel Barreira

    Oi Thiago, adorei seu blog!! Muito bom mesmo. Parabéns!! Com relação a vida e o que irá encontrar pela frente… pode contar comigo sempre. Bj grande, Raquel Barreira.

  • Lilian

    Gostei muito do seu “positivismo” em relação à doença.Em sua entrevista, vc diz que quando entramos na net, ouvimos muitos casos desesperadores, e o que precisamos é de encorajamento.Falou tudo! Após meses com sintomas estranhos, semana passada, após uma colonoscopia e internamento, recebi o diagnóstico:doença de Crohn 🙁 Bom, agora é ir à luta, fazer o quê? Se puder, coloque aqui depoimentos de pessoas que vivem bem, apesar do Crohn,ok? Muito obrigada!

    • Thiago Jose Streck Del Grande

      Oi Lilian, obrigado pela visita!

      Estou reformando o blog, espero colocar a nova versão no ar na semana do carnaval. Vou tentar dar uma ênfase no positivismo, na nossa busca por bons momentos.

      Anotei aqui a dica sobre os depoimentos. 🙂

      Boa sorte na sua jornada, o Crohn não é um bicho de sete cabeças. Tudo vai dar certo!

    • camila

      oiiiii sou portadora de cron é até hoje não consigo viver com essa doença , não aceito !!!!!

  • regiane

    Gostei muito de conhecer seu blog no passado pensei em fazer o mesmo Thiago vc deve conhecer o blog do Zé Miguel ele e de Portugual sigo o blog dele ja a um bom tempo, bem continue com essa força tenho a doença de cronh desde 2004 e agora que fiz meus 25 aninhos percebi que cresci e a doença cresceu comigo sim foram altos e baixo num processo de aceitação e amadurecimento mas devemos decidir se queremos viver com a doença ou da doença eu optei por viver com a doença momentos ruins eles vão acontecer e lembrar deles nos faz fortes e felizes por isso viva cafa momento e compartilhe com os outros pois vai valer a pena força um abraço

    • Thiago Jose Streck Del Grande

      Oi Regiane, obrigado pela visita! 🙂
      Eu conheço e sigo o blog do Zé Miguel. Foi umas das minhas inspirações quando criei o meu. Acho muito importante a disseminação das informações a respeito das DIIs.
      Um abraço e saúde pra nós! 🙂

  • camila

    oiiiii queria poder ter um entendimento melhor sobre o cron sou portadora a 3 anos não consigo viver com essa doença não aceito minha vida mudou tenho 31 anos eu era uma outra pessoa antes agora tenho crises não consigo viver como antes me trato mais volta e meia estou mal !!!!!

    • Thiago Jose Streck Del Grande

      Camila, a doença de Crohn é uma doença muito chata mesmo. Confie no seu médico e siga o tratamento a risca e cuide da alimentação. Saúde pra você!

  • Renato

    Muito bom seu blog. Descobri a doença há 8 meses, após um período internado. Estava controlando, mas parece que os sintomas voltaram. Estou criando coragem pra mudar de estilo de vida e tentar evitar novas crises. Valeu pelas dicas publicadas.